NYC Skyline BW

Gestão de Crises

  • Mediação de conflitos

  • Getão de conexões

  • Gestão da reputação

  • Resolução de crises

  • CNV

O que gera uma crise  -  Toda empresa, por menor que seja, passa por momentos de crise gerando riscos para sua reputação. Quando falamos em crise, incluímos tudo o que pode comprometer a sua marca. Desde reclamações de clientes, acidentes em geral, problemas com produtos e serviços, conflitos com o entorno, conflitos internos, desentendimentos entre sócios, questões ambientais e tudo que possa afetar sua reputação.

Mapear e prevenir  -  A grande maioria dos elementos geradores de uma crise são possíveis de mapear e prevenir. Para tanto, são necessárias técnicas e ferramentas adequadas. O  investimento em prevenção de crises é mínimo diante dos prejuizos que podem ser evitados.  Com processo preventivo, é possível: fortalecer relacionamentos sensíveis;  treinar a equipe para os mais diversos tipos de eventualidades para detectar os problemas antes de eles acontecerem e,   com isso, evitá-los ou solucioná-los de imediato. Os elementos geradores de crise nem sempre são perceptíveis com facilidade. A maioria das crises se origina onde poucos empresários conseguem imaginar sem ter feito o devido mapeamento preventivo.

Quando é preciso gerenciar -  Nem sempre se pode evitar crise.  Ou porque não foi feito o devido mapeamento, ou porque o problema não foi contido preventivamente.  Nesses casos é importante gerenciar por meio de um comitê de crises com o devido alinhamento do discurso, priorização de ações e treinamento em gestão de crises para a  liderança da empresa.

Conflitos internos e relacionamento com entorno -  Colocar a reputação de uma empresa em risco nem sempre depende de fatores externos. Distanciamento entre sócios, conflitos na média liderança e problemas de comunicação e relacionamento entre a equipe podem desencadear grandes prejuízos. É possível trabalhar  com ações preventivas e corretivas utilizando mediação e comunicação não violenta (CNV).  Essas técnicas podem ser utilizadas ainda para gerenciar conflitos externos, bem como para implementar programas de relacionamento com o entorno.